Temer recria GSI e general volta a ter assento no primeiro escalão

eb1

O presidente Michel temer recriou o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que voltou a ter status de Ministério.

Dentro da reforma minimalista a que se propôs (redução de ministérios, embora sinalize que ressuscitará a pasta da Cultura para acomodar o pedido progressista de “uma mulher no primeiro escalão”), o presidente não descuidou da sutileza do mundo da informação e da contrainformação.

Michel Temer sabe que precisará atuar com diligência na área. Não peço perdão pelo trocadilho, mas ele não poderia agir com temeridade nesse quesito, pois como já indiquei antes, o PT possui pelo menos 10.000 filiados na máquina federal. A inteligência petista poderá agir para sabotar o governo nascente.

Talvez por isso, a reforma ministerial tenha levantado o GSI e contemplado com a titularidade um general: Sérgio Westphalen Etchegoyen, que, entre outras atribuições, exercerá supervisão sobre a Agência Brasileira de Inteligência. Os motivos pelos quais Dilma extinguiu o Gabinete e afastou um general do primeiro escalão não foram muito explorados nem bem explicados pela grande Imprensa. Segredos palacianos além dos institucionais? Desconfiança dos militares?

Bem, o fato é que o novo presidente restaurou o costume de um militar comandar o serviço de inteligência do governo, desde 1938. Um técnico numa área sensível e que requer cuidados, sobretudo neste momento delicado cuja transição de um governo para outro sequer existiu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s